74 3641-8950 | 74 99975-8951

Mamografia digital

A mamografia digital é uma radiografia das mamas, um exame de diagnóstico por imagem.

Assim como a mamografia convencional, sua versão digital é realizada por meio de um aparelho de raio-x chamado mamógrafo.

O que acontece é que, depois da exposição da mama ao raio-x, o aparelho digital transforma a radiação em um sinal elétrico e o envia para um computador.

Essa é a principal diferença com relação ao exame tradicional, realizado sem o uso de um computador.

Nele, os resultados dependem da revelação de um filme – o que exige a aplicação de produtos químicos.

Um ponto sensível aparece também no armazenamento das informações, já que qualquer alteração nas imagens exigiria realizar a mamografia convencional novamente.

O exame digital, por sua vez, elimina esse risco.

As imagens geradas ficam armazenadas em formato digital, disponíveis para impressão ou futuras consultas, tanto pela paciente quanto por radiologistas e outros profissionais da saúde.

Portanto, uma das principais vantagens da mamografia digital, que vou detalhar nos próximos tópicos, é a possibilidade de armazenamento, tanto em computadores quando em nuvem, permitindo o acesso remoto.

Por garantir um diagnóstico confiável, com imagens mais nítidas, a mamografia digital é o principal exame para rastreamento e investigação das suspeitas de câncer de mama.

Vantagens da mamografia digital em relação à mamografia convencional

Como já destacado, o fato de armazenar imagens em um computador garante vantagens para a mamografia digital.

1. Facilidade na obtenção de imagens
Para começar, destaco a dispensa de filmes e dos produtos químicos necessários para a revelação das imagens colhidas na mamografia convencional.

Assim, pacientes não precisam se preocupar com medidas para a conservação adequada de seus exames.

A eliminação dos filmes para revelação também significa maior preservação do meio ambiente.

2. Pode ter resultados impressos
Quando necessário, a mamografia digital pode ser impressa em papel de alta qualidade, pois fica armazenada em sistema PACS de comunicação e arquivamento de imagens.

Essa tecnologia também permite que as imagens sejam compartilhadas com outros médicos ou profissionais de saúde.

3. Qualifica o diagnóstico
A mamografia digital melhora a qualidade do diagnóstico, tornando-o mais confiável quando comparado à mamografia convencional.

O exame tem a capacidade de captar tumores muito pequenos, inclusive em mamas mais densas, ou seja, que possuem um maior número de glândulas.

Isso torna a versão digital altamente recomendada para mulheres mais jovens (antes dos 50 anos), pois a densidade das mamas costuma ser maior entre elas.

4. Imagens mais detalhadas
O diagnóstico é preciso, também, por causa das imagens computadorizadas.

Além de mostrar mais contraste, elas podem ser ampliadas, facilitando a identificação de lesões e nódulos.

O médico que acompanha o paciente ainda conta com mais recursos para visualizar os detalhes nas imagens, dando zoom, configurando brilho ou contraste, por exemplo.

Assim, fica mais fácil diferenciar microcalcificações de tumores, além de verificar as características de nódulos encontrados.

5. Menores níveis de radiação
E não paramos por aí.

A edição de imagens resulta em menos radiação para quem precisa passar pela mamografia digital.

Afinal, com uma única imagem, os profissionais de saúde podem analisar o conteúdo das mamas a partir de diversos ângulos e perspectivas.

Dessa forma, é necessário coletar menos informações, deixando o exame mais rápido e diminuindo o tempo de desconforto para a paciente.

6. Menor desconforto para a paciente
Por falar em desconforto, ele costuma ser menor para quem realiza mamografia digital.

Afinal, o mamógrafo não precisa apertar tanto as mamas quanto acontece em um exame convencional.

É importante fazer seus exames regularmente, por isso, agende seu exame.

2020 - Imagem Diagnóstico - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por: Lamparina Web